O Brasil parou. Reveja sua estratégia

O Brasil parou. Reveja sua estratégia O problema é de confiança. Anos sofríveis de PIBs negativos, seguidos de um discreto crescimento no ano passado inflado por anos de recessão e por ações populistas, como a liberação do FGTS. A isso se soma uma baixa SELIC e uma comportada inflação, as quais não traduzem a sofrível…

Detalhes

Bradesco – Seria a Casas Bahia dos bancos?

Bradesco – Seria a Casas Bahia dos bancos? No início da década de 1980, estudávamos na faculdade as incursões do Sr. Samuel Klein e Sílvio Santos, como casos de sucesso comercial frente a nosso complexo mercado. Com garra, astúcia e uma proposta simples, eles avançaram e construíram grandes empresas que ainda hoje se portam de…

Detalhes

Vender com propósito não é modismo

Vender com Propósito não é modismo “Vendedor Minuto” é um best-seller lançado em 1984 por Spencer Johnson, o mesmo autor de “Quem mexeu no meu queijo?”.  Particularmente, esse foi um dos livros que me ajudou a entender melhor a forma de vender com propósito, que é literalmente um dos capítulos do livro, o qual reli…

Detalhes

Bom garoto – Mau garoto: Um Jogo para poucos

Bom garoto – Mau garoto: Um Jogo para poucos Não se deve jogar dama com peças de xadrez. Essa frase sempre me vem à mente quando vejo movimentos de grandes players que se utilizam de gentis subterfúgios como forma de demonstrar forças entre si, sem que precisem se confrontar. O Banco Central (BC), representando as…

Detalhes

Vendas corrompem o Relacionamento

Vendas corrompem o Relacionamento Quando adolescente, via com muita curiosidade Kombis lotadas de vendedores do “carnê do Baú da Felicidade” chegando a bairros mais humildes. Lembro que eles recebiam salário mínimo e a comissão era o que fazia seus rendimentos serem diferenciados, então, tão logo as portas desse utilitário se abriam, rapidamente iniciavam suas abordagens…

Detalhes

Nossas duas castas no rateio das Sobras

Nossas duas castas no rateio das Sobras Tudo tende a características binárias. Um polo positivo e o outro negativo, um macho e outra fêmea, um rico e outro pobre, um compra e outro vende etc.. Isso parece lógico e o vemos internalizado no Cooperativismo de Crédito. Ele é o único formato do Cooperativismo que consegue…

Detalhes

Empoderamento da Garantia frente à Provisão

Empoderamento da Garantia frente à Provisão Os problemas são tratados de forma seletiva em nossa mente, e, algumas vezes, nos deparamos com situações onde um deles ganha uma notoriedade acima do desejado, o que nos deixa pouco criativos para enfrentá-lo. Vejamos como lidamos com a provisão: apenas a reconhecemos quando é atualizada pelo processo contábil…

Detalhes

Desdenhar o presente não ajuda a desvendar o futuro

Desdenhar o presente não ajuda a desvendar o futuro Depois de participar de eventos e palestras e analisar vídeos e notícias tratando das gritantes mudanças promovidas pela disruptura tecnológica em nosso modelo de negócio, vejo nela uma desconfortável onda “apocalíptica futurista” que se agiganta acima do coerente em nosso meio, fazendo com que alguns de…

Detalhes

Sócio – Por que parou?

Sócio – Por que parou? No clássico filme “E o Vento Levou” de 1939, vê-se na cena final que o aborrecido Rhett Butler (Clark Gable) deixa a manipuladora Scarlett O’Hara (Vivien Leigh) usando a célebre frase “Francamente, minha querida, eu não dou a mínima”, sinalizando que não nutria mais nenhum sentimento por ela, e que…

Detalhes

Aprendizado do Comitê de Crédito

Aprendizado do Comitê de Crédito Aproximando-me dos 60 anos vejo que aprendo a cada dia mais ao rever minhas verdades, baseando-me em novos convívios e cenários, ainda que em volume menor do que o necessário. Vejo que esse aprendizado é potencializado quanto mais me ausento do cotidiano, e com novas crenças volto a ele, mesmo…

Detalhes